PLAYLIST

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Débito fictício da Receita Federal

http://blogs.uai.com.br/opiniaosemmedo/2017/04/22/leao/
Provavelmente, no momento em que você estiver lendo este post, seu e-mail já foi contemplado com esta mensagem falsa. 

Ela foi enviada por golpistas usando indevidamente o nome da Receita Federal. O objetivo é assustar você com o suposto cancelamento do seu CPF. Assim enviam um boleto com um débito inexistente, conforme indicado na imagem, com o objetivo de roubar você. 

Se você tiver dúvidas sobre a existência ou não de débitos relativos a imposto de anos anteriores ou atual, se dirija diretamente a Receita Federal para obter as informações.

Não se deixe enganar por mensagens falsas.

http://tiny.cc/Boleto001

sábado, 12 de agosto de 2017

"Cibercrime trará prejuízo de US$ 6 trilhões até 2021. Especialista mostra como se proteger"


Crimes geram prejuízo também fora do mundo online. (Foto: Reprodução)
Os ataques cibernéticos causaram prejuízo de mais de R$ 33 bilhões só a empresas brasileiras em 2016, segundo a pesquisa Cyber Security Insights. Em todo o mundo, a perspectiva é que somem US$ 6 trilhões até 2021, de acordo com a consultoria Cyberventures.
Pior do que ler estimativas como estas é saber que, globalmente, uma nova ameaça virtual é criada a cada segundo, em média. Assim, malwares como o WannaCry – que recentemente atacou máquinas em mais de 150 países, causando estragos astronômicos – já não são um risco, mas uma realidade amarga. Cabe às empresas se prepararem para enfrentar este cenário e saírem ilesas.
Conforme Luciano Schilling, diretor da NGXit e sócio-diretor do Grupo NGX, alguns critérios são fundamentais para quem deseja se proteger do cibercrime.
“Um levantamento recente mostra que mais de 90% das empresas de todo o mundo possuem malwares ativos em suas redes, e que mais da metade não sabe disso. O potencial de que as invasões se transformem em perdas é monumental: conforme pesquisa do Instituto Ponemon, 1,8 ciberataques bem-sucedidos ocorrem por semana em grandes organizações”, sinaliza Schilling. “E se é fato que o perigo aumenta diariamente, também o é que as empresas precisam correr para agir na contramão, defendendo seus negócios de um universo cada vez mais sofisticado de hacking”, recomenda.
Luciano Schilling, diretor da NGXit. (Foto: Divulgação)
Uma tarefa difícil, segundo o diretor. A visão precisa ser ampla, abranger todas as camadas do negócio e levar em conta possibilidades visíveis e invisíveis – sim, pois não são raros gargalos na estrutura de sistemas ou de rede que só são identificados quando já houve ataque ou tentativa de ataque.
Tanto que todos os meses centenas de vulnerabilidades de software são reveladas em pesquisas de fabricantes de tecnologia para segurança da informação. E assim estes fabricantes, bem como os desenvolvedores dos softwares em questão, correm atrás de conserto para as brechas, mas a chance de ser tarde demais é alta. Ademais, o processo de aplicação de patches é caro e passível de erros, como toda medida emergencial.
Em um universo tão complexo, evoluído e mutante, paradoxalmente o que vem à tona como mais indicado é o bom e velho conselho da vovó: prevenir é melhor do que remediar. Uma estratégia de segurança da informação inteligente cobre todas as pontas, da rede aos sistemas, dos dados aos usuários de todas as hierarquias, dos dispositivos aos acessos de todas as fontes e locais, entre outras especificidades.
“Blindar um ambiente de TI contra ciberataques não é simples nem é um passo único. É preciso diagnosticar o parque, encontrar e prever vulnerabilidades, estar bem informado sobre as tendências em malwares e atentar para todas as frentes possíveis, das mais prováveis às mais remotas, de invasão.
Isso tudo requer alto controle de informação, gestão de investimento, minimização de custos, olho vivo na produtividade e atenção a regulamentações e boas práticas. Ou seja, é preciso contar com ajuda especializada para realizar tais tarefas.

Schilling elenca algumas dicas para evitar sofrer ciberataques
– Blindar vulnerabilidades conhecidas
– Projetar cenários e precaver-se das ameaças de Dia Zero
– Analisar comportamentos de usuários e de arquivos e bloquear potenciais ameaças
– Expandir a proteção para todos os dispositivos que possam vir a acessar as dependências da empresa, incluindo firewall para endpoints remotos e móveis
– Confiar na nuvem. Existem muitas tecnologias e técnicas para proteger ambientes de cloud computing. Aliás, como são geridos por empresas de TI muito especializadas, estes ambientes podem ser muito mais seguros do que o data center local
– Adotar múltiplas linhas de defesa para proteger adequadamente as informações, tendo, na primeira linha, o usuário final. Afinal, é por ele que a maior parte dos vírus entra em uma empresa (via e-mail, sistemas, dispositivos móveis etc.). Na segunda linha, é essencial contemplar a segurança de toda a infraestrutura de rede e adjacências, bem como os ambientes em nuvem. Na terceira, os servidores, que são ponto-chave para a continuidade de qualquer negócio e não podem parar
– Correlacionar. Ter uma boa política de segurança da informação significa ir além do controle de acesso e da adoção de tecnologias de proteção, combate e recuperação, focando na análise contínua de tráfego, dispositivos, redes, sistemas, usuários e comportamentos
“Estas dicas ajudam a evitar infecções pelo cibercrime, minimizando seus graves efeitos colaterais à produção e aos dados. Não existem garantias de imunização 100%, mas é certo que a prevenção e precauções para rápido contrataque em caso de invasão são o caminho mais adequado para se manter no páreo contra as ciberameaças”, finaliza Schilling."

Fonte:<http://www.osul.com.br/cibercrime-trara-prejuizo-de-us-6-trilhoes-ate-2021-especialista-mostra-como-se-proteger/>


quarta-feira, 9 de agosto de 2017

SERASA EXPERIAN na mira de falsários

Todos nós conhecemos o trabalho idôneo da SERASA EXPERIAN, mas também somos conhecedores de como falsários vêm se utilizando do nome da SERASA para enganarem e extorquirem consumidores.

Esta mensagem, recebida como se fosse da SERASA, posso lhes garantir que não é. Veja o cabeçalho abaixo. A SERASA Não comete erros de nomes de cadastrados em seu sistema, tampouco de e-mails como neste caso. 

Então, esteja atento, não preencha formulários pela Internet com as suas informações pessoais.   Quando houver necessidade de alguma informação da SERASA, dirija-se diretamente a essa instituição.

 


Hipnóloga & Terapeuta, só com capacitação técnica comprovada

http://www.hipnoterapiasocial.com.br/
produto/manual-de-hipnoterapia-ericksoniana/
Recebi essa mensagem de uma suposta terapeuta Mila, um tipo de mensagem incomum, a julgar pela ética profissional. Uma amiga que estava comigo respondeu, solicitando informações. Assim, poderíamos conhecer a veracidade da informação, pois são anúncios falaciosos como esses, que chegam através da Internet, que têm levado pessoas a serem extorquidas, através de falsas promessas de melhorarem suas vidas.

Segundo o que li "O hipnoterapeuta deve ter realizado um curso de capacitação técnica em Hipnose Clínica e estar inscrito na Associação Nacional dos Terapeutas."

Estou postando a mensagem original, nosso questionamento e a resposta da mesma. Como você pode ver, os esclarecimentos não vieram. Faça você a sua análise. Diz um ditado antigo: "quem avisa amigo é".

Pesquisei sobre o endereço constante na réplica e encontrei  HipnoCenter , Serviço de hipnoterapia em Liubliana, Eslovênia. 

Assim, fica aqui o espaço para a Sra. Mila prestar as informações solicitadas, desde que possam ser comprovadas. Daí eu mesma divulgarei o seu trabalho. E, se endereços, foram utilizados indevidamente, solicito que reportem aqui para a comprovação e a correção.




de:Milaconhecimento@inovacao-constante.com.br
responder a:conhecimento@one-two-three.org

Bom dia, sou a Mila, Hipnóloga & Terapeuta.

A Hipnose pode ajudar muito complementando de forma rápida, tratamentos para atingir a uma série de objetivos, como por exemplo:

Se livrar de vícios, medos e fobias, ansiedade, pânico, insegurança, problemas emocionais, medo de falar em público, compulsão alimentar,
compulsão por compras, angústias, mágoas, ressentimentos, traumas, etc.

Ainda pode auxiliar complementarmente com: relacionamentos, autoconhecimento, aumento da autoestima, bem-estar e felicidade.

Para maiores informações basta responder a este e-mail.

Cordialmente,

Mila - Hipnóloga & Terapeuta


Nosso questionamento:


Bom dia Sra.  Mila,

Tomei conhecimento, através do e-mail enviado a minha amiga. Fiquei interessada em saber mais a respeito, tenho muitos bloqueios, mas como você sabe esse é um atendimento muito especializado.  Assim, solicito a sua gentileza de esclarecer-me alguns dados.

1. Qual seu nome completo,
2. Qual seu registro profissional,
3. Qual o valor da sessão,
4. Qual seu endereço, onde você atende para ver se é próximo da minha casa, pois gosto de tudo por perto,
5. Em média quantas sessões são necessárias,

Aguardo seu retorno, 

Ana G Rodrigues

Resposta:

Hipnose Clínica hipnocenterbr@gmail.com

Olá Odete, tudo bem?

Sou Mila, Hipnóloga e Terapeuta. Recebi seu e-mail referente à Hipnose Clínica . 
Atendo no Rio de Janeiro, mas também posso atender outros estados através de plataformas on line e consultas presenciais. 
Gostaria de deixar seu telefone ou whatsapp para que eu possa entrar em contato?

Cordialmente,
Mila.

domingo, 6 de agosto de 2017

Correios - Rastreamento de objetos

Esta fraude foi praticada por algum falsário que não assume a sua identidade. Assim, usa e-mails de pessoas diversas para concretizar suas maldades, seus crimes virtuais. A seguir você pode ver o ID e o SPF da mensagem original.

  • <20170803125150.9B5F423798@tor1-1> (ID DA MSG)
  • UNKNOWN com o IP 66.85.30.36  (SPF)
Denuncie SPAM e delete a mensagem.

https://goo.gl/5cfXUq

sábado, 5 de agosto de 2017

Retalhos de Cora Coralina

Ouça o poema Retalhos de Cora Coralina, na voz de Raquel Carissimi,  ele é uma afago aos nossos ouvidos e um convite à reflexão. 

                                                          https://youtu.be/I2h2PiDnKoc